quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

O Olhar das Ilusões

por que nos iludimos em querer?!
por que queremos tanto?!
que horas tua ilusão toma conta de mim?! que horas resolves partir? ! e se perderes a hora onde irás ficar? !

gostar de alguém
não é rodar na fila gostar é levar no coração

uma falta uma lacuna uma palavra em mim
porque o homem
se atormenta tanto?!

eterna noite em mim palavras me devoram

que palavra é o teu nome em mim?!

eu tenho uma palavra para você: 
pode ser o que você quiser.

deixa te dizer:
soubestes existir,
amor é uma semente.
(gratidão)

Pétalas no chão meu coração é um caminho

desfolhastes
todas as estações

o dia corre lá fora ainda no signo de ontem

necessito do hoje
como quem necessita
do amanhã

agora vou medindo os passos que me cabem

voando baixinho escutando os sons e as intenções das minhas asas

eu tenho uma bússola o teu nome escrevi nela

festival de aspirações,
aqui escrevendo meus sonhos,
medo de mim mesmo (contradições)

fica com os retalhos do meu coração faz um enfeite e deixa no portão

outro dia fácil para viver difícil é a ausência de você

ando assim
navegando na vontade

******louca e humana em mim essa vontade de viver me arrastando **** numa vontade de amar você ****

o amor que você plantou está vivo me faz continuar



quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

sobre toda ausência

tu ausente de mim, o meu amor te busca todos dias. uma agonia de viver.

Vou enfeitar minha saudade com tuas memórias e sorrir porque consegui te amar

a saudade dela abre fendas 
no coração de papel, 
bastava o vulto dos seus acenos 
e voltaria a sorrir

saberá ela que ainda existe amor saberá ela do que existe aqui em mim ainda ela e o amor

ela chegou e saiu brincando com meu amor meu coração a bandeira do abandono

ninguém abusa do coração alheio, ocupa-o, e faz frutificar

agora caminhos para refazer o dia sem você a vida que vou levar

fica feliz fica em paz sempre será amor a marca da nossa ausência


terça-feira, 1 de dezembro de 2015

e agora...

quem te fez vencedor?! quem te criou batalhas?! quem te fortificou?! quem te encheu de afetos?! quem te esperou?! quem amou teus sonhos?!
quem simplesmente te amou?!

adoro todo olhar tristonho porque ele quer sonhar

na cena da minha poesia ela é atriz 
das minhas palavras descabidas

eu não devia
querer te amar não era pra ser assim

e você uma presença
e uma ausência
em mim

importância da poesia

por que teu sonho é poço de tristeza?!
por que teu dia é um espaço de beleza?!
por que a hora é um rodeio infinito?!
por que tocar em ti é um tecido maleável?!

e essa poesia que conforta os dias que comporta o mundo e contorna a dor poesia suave e fria costurando alegria num picadeiro de dor

vem poesia grita teu corpo inerte, vem fazer-me o dia vem sonhar minha pele

e a poesia não é um ente não é um ser é ato que revela o instante de viver

vem poesia e faze-me viver seja a noite do meu dia seja o dia do meu viver

vem poesia que o amor já me roubaram o amor é tão fugaz que não importa mais amar

assim a poesia existe des-soberana sobre o ponto em que os homens ensaiam seus contatos imortais

uma poesia

uma poesia corriqueira quase imperceptível entre o sonho e o querer entre ser e o outro ser existir é a poesia que habita em mim

o medo é o não ser a angústia é o viver o resultado é possibilidade e a poesia um campo minado de fazer

sendo poesia sendo talvez sendo querer sendo escolha sendo a condição de ser poesia por viver

a poesia sente o mundo e devolve a ele significados de percepção a poesia faz o mundo

o que faz o raio iluminando uma noite tenebrosa de chuva?! uma poesia que quer saber poesia de descobrir o pensamento que quer viver

entre o sentir
e o traduzir o mundo a poesia faz o caminho de revelar

sendo assim

se a ansiedade pesa sobre teus olhos, pese sobre tuas escolhas como uma asa pesando num céu ausente de nuvens.

criando-se na liberdade o homem se constrói, num ato de responsabilidade única que responde para si a liberdade dos demais

de onde vem o sufoco se não da própria existência, respirar é sentir o mundo viver o mundo ser o mundo

tornei-me através das minhas escolhas, nada me surpreende eu sou o que resolvi sobre mim