terça-feira, 10 de novembro de 2015

teu perfume

em mim as imagens são cegas
elas me chegam por último
como se viver
fosse um epílogo
uma desrazão qualquer

há uma desolação
que se acalma
com as flores
que aquela mulher enfeita
o mundo a cada dia

nas ruas em que
me ponho a caminhar
ela é um carro
em alta velocidade,
quando vi
ela passou,
ainda vejo
o perfume jogado
nas ruas ausentes
de amor



Nenhum comentário:

Postar um comentário