domingo, 8 de novembro de 2015

sobre teu corpo

é sobre o teu corpo que hoje eu disponho minhas mãos

sobre teu corpo macio onde deito meu desejo e esquento meu coração

sobre o teu amor deitado a me chamar o teu amor me deita pra sonhar

e no teu amor ausente de mim eu jogo meu sonhos de todas as distâncias quero o abraço nessa sede de te beijar

hoje o amor veio me devorar sentou-se na calçada e esperou até a hora em que resolvi te falar


o amor furou meus olhos agora sou pedinte dá-me tuas mãos dá-me teus beijos e teu coração dá-me apenas tu
e poderei enxergar o mundo

vem e se joga em mim serei teu mar o teu amar

que a noite te permita sonhar e o dia te faça realizar eu te olho de longe olhos de tanto amar

Nenhum comentário:

Postar um comentário