segunda-feira, 9 de novembro de 2015

plantando eternidade

a poesia é a teimosia
do meu coração
no sul de mim
vazio
no norte
que habito
falta tempestades
no centro de mim
a poesia
tomou forma
longe daqui
uma mulher
decora suas mãos
com poesia
e os homens
não sabem
ainda descansar
na cor cinzenta do leste
uma mulher dança
abraçando as palavras
a poesia enfeita
a noite dos sonhos
não existe a eternidade
inventamos essa ideia
para não perder
o nosso amor

Nenhum comentário:

Postar um comentário