domingo, 29 de novembro de 2015

outra dimensão

eu vi a porta 
onde tudo se esquece a porta que apaga o mundo 
dos amores esquecidos

na tua porta eu avistei teu riso reprimido e um jardim esquecido

na tua porta
de tantas portas eu sumi na luz que me apagaste

na ante porta que revela tua casa eu te vi escondida uma penumbra de quando havia uma mulher
projetando ensaios
de amor

Nenhum comentário:

Postar um comentário