segunda-feira, 9 de novembro de 2015

invenção de amar

o amor não tem começo nem fim
o amor não tem explicação
a poesia que tenta explicar
essa agonia
de amar

são palavras destinadas
a continuar
palavras que tentam
traduzir a cena
em que o amor é feito
o homem é o papel
em que o amor
deixa suas marcas

na poesia, 
a existência assume verdades 
sobre os nossos papéis, 
amor inventado, 
porque precisamos dele 
para sobreviver 
diante da agonia de existir

Nenhum comentário:

Postar um comentário