quarta-feira, 11 de novembro de 2015

depois do silêncio

agora existir é um terremoto
e meus olhos
são duas estradas vazias,
em torno de ti
tudo é um desafio
um mistério de sonhar

atrás dos olhos dela
encontra-se 
o mistério
do coração dela

fugindo em cada 
bosque de palavras
saltando em cada árvore de palavra
brincando em cada parque de palavra
amando numa plantação de palavras
sonhando o permitido pelo toque de cada palavra

ela é a palavra
que vem existir
depois do silêncio

Nenhum comentário:

Postar um comentário