terça-feira, 3 de novembro de 2015

.5


olhando os outros partirem
sentindo o frio vento dessa ausência
imagino o momento 
em que olhas pra mim 
através dessas lonjuras
e tua vida segue feliz imagino-te diante dessa tela no minuto em que me escutas
e teu tempo tece palavras
e cria suspiros e o tecido em que escreves poemas tem a linha do meu coração

Nenhum comentário:

Postar um comentário