quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Palavras Do Amor Que Morreu

do amor que você me deu eu fiz a cama, e estendi desejos pra você pisar em mim.

daquele amor todo, pouco, louco, vagabundo eu banhei meu rosto, e bebi desgosto, eu sentei nos sonhos e dei a volta ao mundo
quando você veio
em festa e rojões,
e se abriu pra mim
feito o mar vermelho,
eu te comi até a alma,
eu te comi o mundo inteiro.

e quando você chorou
silenciosa na calçada
e abandonou a rua
como quem se atira
no mar de corpo inteiro,
eu estava do teu lado
e senti a tua dor
como se fosse a dor 
do mundo inteiro.

e depois você sorriu
louca nas varandas,
e gargalhava de euforia
e se atirou pro mundo,
como se ele fosse uma
frágil criatura,
eu te agarrei pelas escadas
eu te amei pelas estradas,
eu te amei o mundo inteiro.

e quando você morreu
silenciosa nos meus braços
e, derramou uma lágrima
por uma dor do
mundo inteiro,
eu sofri do teu lado,
e morri de corpo inteiro,
era tanta agonia
e a falta de amor
era dor do mundo inteiro.




Um comentário:

  1. Caralho, meu deus. Que coisa maravilhosa. Sim. Mil vezes sim.

    ResponderExcluir