domingo, 19 de julho de 2015

Palavras do Navegador


Noite imensa
Que não espera nada
Dos mortais
Existo nessa agonia
Enquanto os dramas
Do amor não são
Nada de mais.
Juntos na alegria e na dor
E na ausência de todos.
Agora é todo esse dia pra viver
Era pra sonhar e eu dormi
Era pra dormir e eu acordei
Era pra pular, eu chorei
Era pra calar eu pulei
Era sem motivo algum
Eu amei.

Vou voltar,
Agora é hora
De ir,
Os tolos
Estão certos
É sempre tarde
Para arriscar.
Vamos aos negócios,
Quanto por uma noite de sono,
A gente vem sem lugar algum
Procurando um lugar de descanso.
A gente vem do lugar que sonhamos
A gente vem com medo do desejo,
E você não fique perdida nas palavras
Venha trazer seus argumentos
Vamos adoçar esse chão azedo,
O centro desse lugar
É o espaço
Do meu coração
Não quero apenas morar
Quero habitar,
Fazer parte até hora de navegar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário